Viúva de soldado morto no Níger diz que Trump a fez chorar em telefonema

Segundo mulher do militar, presidente não lembrava do nome de de La David Johnson. ‘Me deixou triste e me fez chorar’, diz viúva a programa de TV.

O presidente Donald Trump não recordava o nome de La David Johnson, soldado americano morto em uma emboscada no Níger, quando ligou para sua viúva para oferecer condolências, contou nesta segunda-feira (23) a mulher do militar, acrescentando que esse detalhe foi o que mais a machucou.

A patrulha conjunta em que Johnson estava sofreu em 4 de outubro uma emboscada de um grupo extremista na fronteira com o Mali, que custou a vida de quatro soldados americanos e de outros quatro do Níger. Trump esteve envolvido em uma polêmica com a família dos soldados mortos ao ser questionado por que não havia feito comentários públicos sobre o caso e afirmar que outros chefes de Estado americanos não contactaram as famílias dos soldados mortos em combate.

“O presidente disse que ele [meu marido] sabia ao que estava exposto quando se alistou, mas que era doloroso de qualquer jeito. Isso me fez chorar porque estava muito aborrecida com o tom de sua voz e como disse isso”, afirmou Myeshia Johnson a um programa da cadeia ABC.

Com a declaração, Myeshia Johnson confirmou a versão deste polêmico telefonema oferecida pela congressista democrata Frederica Wilson. A legisladora, que estava ao lado da família do sargento morto durante o telefonema de Trump, disse na semana passada que o presidente tinha dito que o militar “sabia no que tinha se metido”. Essas palavras resultaram em numerosas críticas ao presidente por sua aparente falta de sensibilidade perante a dor da esposa de um militar morto em combate.

“Ele não conseguia lembrar o nome do meu marido. Ele me disse que estava com o relatório sobre meu marido diante dele e foi aí que ele falou La David”, explicou ainda.

“Escutei ele tropeçando ao tentar lembrar o nome do meu marido, e isso foi o que mais me machucou, porque se meu marido está lutando pelo nosso país e ele arriscou a sua vida pelo nosso país, por que você não consegue lembrar o nome dele?”, disse Myeshia. “Isso foi o que me deixou triste e me fez chorar ainda mais, porque meu marido foi um soldado maravilhoso”.

O presidente respondeu imediatamente no Twitter. “Tive uma conversa muito respeitosa com a viúva do sargento La David Johnson, e mencionei seu nome desde o início, sem hesitar!”, assegurou.