Duciomar Costa é preso durante operação da Polícia Federal

Ex-prefeito de Belém é acusado de desviar R$ 400 milhões

O ex-prefeito de Belém, Duciomar Costa, foi preso na manhã desta sexta-feira (1º), dentro de casa na capital paraense, durante operação realizada pela Polícia Federal do Pará, em parceria com o Ministério Público Federal (MPF), Controladoria Geral da União (CGU) e Receita Federal. A suspeita é de fraudes em licitações e desvios de recursos públicos. O prejuízo seria de R$ 400 milhões. A operação “Forte do Castelo”, cumpre cinco mandados de prisão temporária, 14 de busca e apreensão e quatro de condução coercitiva hoje. Ele está sendo conduzido para sede da Polícia Federal, na avenida Almirante Barroso.

Segundo informações da Polícia Federal, na gestão do ex-prefeito, entre 2005 e 2012, pessoas ligadas a ele demonstraram capacidade financeira incompatível com as funções e passaram a receber grande volume de recursos públicos, que eram feitos em contratos diretos com a Prefeitura de Belém ou em subcontratações.

Ainda segundo a polícia, durante as investigações foram constatados indícios de fraudes em contratações de empresas ligadas ao ex-prefeito. Também foram obtidas provas suficientes que apontam, além de irregularidades na contratação das empresas, indícios de enriquecimento ilícito de vários membros da organização. A operação conta com 60 agentes da Polícia Federal, três procuradores federais, 15 servidores da CGU e 16 da Receita Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *